Osteopatia

O que é?

Com benefícios reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a osteopatia é uma terapia complementar que pretende harmonizar todos os sistemas do corpo através de técnicas manuais não-invasivas no sistema músculo-esquelético e sem recurso a qualquer tipo de fármaco.

Orientada pelo princípio holístico que a anatomia, a fisiologia e as emoções estão interligadas, a osteopatia trabalha o sistema muscular e esquelético para que os restantes sistemas do organismo encontrem o equilíbrio.

 

Como funciona?

A osteopatia envolve técnicas de mobilização e manipulação das articulações, músculos e tecidos moles, bem como técnicas de massagem, que ajudam o corpo a libertar-se das tensões, da dor e da rigidez, devolvendo a mobilidade e melhorando a capacidade de recuperação.

 

Em que casos é eficaz

A osteopatia é eficaz no tratamento da dor lombar persistente, dorsalgias, cervicalgias, escoliose, hérnias discais, torcicolos, bem como entorses, tendinites, epicondilites, síndrome do túnel cárpico, dores nos ombros, tensões e contracturas musculares. Para além disso é benéfica no tratamento de limitações físicas provocadas por acidentes de viação, quedas, fraturas ou cirurgias.

Esta terapia complementar é também aconselhada em casos de stress, dores de cabeça persistentes, enxaquecas, problemas digestivos, irritabilidade, insónias, depressão, vertigens, glaucoma, tensão pré-menstrual, obstipação, entre outros problemas.

 

Quanto tempo dura a consulta?

Uma sessão de Osteopatia dura em média 1 hora.

Segundo os princípios da osteopatia, o corpo precisa de um tempo para se adaptar às mudanças proporcionadas por cada sessão. Poderá ser necessário realizar uma sessão preventiva de 2 em 2 meses (ou de 3 em 3 meses, dependendo dos casos).

 

Responsável pela consulta

Drª Flávia Faria